Em evento virtual, com início dia 17 de outubro, professoras e pesquisadoras comentam as contribuições históricas, filosóficas e sociais da pensadora afrodiaspórica de gênero, classe e raça

A sala de leitura deste ano, evento para leitura e reflexão, realizado pelo Núcleo de Estudos Étnico-Raciais (NERA), trará em sua segunda edição a pensadora negra Lélia Gonzalez. A primeira edição foi com obras da filósofa Sueli Carneiro. A atividade será virtual e acontecerá aos sábados, nos meses de outubro e novembro, das 16h às 17h30, com apresentações de professoras, artistas, pesquisadoras, cientistas sociais e demais mulheres que debaterão sobre a importância de Lélia Gonzalez como intérprete feminina da história, filosofia e sociologia brasileira.

Os encontros acontecem nos dias 17 e 24 e outubro e nos dias 07, 21 e 28 de novembro. Em cada encontro três pesquisadores apresentam um capítulo da coletânea “Primavera para as rosas negras: Lélia Gonzalez em primeira pessoa”, obra publicada pela União dos Coletivos Pan Africanistas – Diáspora Africana, em 2018. O evento propõe aprofundar conhecimentos sobre os conceitos de Amefricanidades, que definiram as obras de Lélia Gonzalez. 

Programação:

1ª Encontro | 17 de outubro 

16h00 – Intervenção Artística

Apresentação da atriz Natali Conceição – Arte educadora, contadora de história e cavaquinista, graduanda em arquitetura e urbanismo. Integrante de diversos grupos artísticos. 

16h20 – Conhecendo a pensadora negra Lélia Gonzalez
Apresentação da professora Dra. Amanda Motta Castro
Professora do Programa de pós graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS – Compõe o Grupo de Pesquisa Interdisciplinar Lélia Gonzalez.

2ª Encontro| 24 de outubro

16h00 – Mulher negra: um retrato
Apresentação da jornalista Andréa Rosendo. Mestre em Comunicação (PPGCOM/UFPR), doutoranda e pesquisadora de Comunicação e Cultura na América Latina (Prolam/USP)

16h20 – Cultura, Etnicidade e Trabalho
Apresentação da atriz Erika Teixeira
Pedagoga

16h40 – A Mulher Negra na sociedade brasileira
Apresentação da professora Neide Cristina da Silva
Mestre e Doutora em Educação. Integrante do grupo de pesquisa Ylê-educare: educação para questões étnico-raciais.

As inscrições podem ser feitss através do Sympla, no link https://www.sympla.com.br/sala-de-leitura-lelia-gonzalez__1012700

Estudantes que participarem recebem 10 horas atividades por Encontro

Será emitido certificado para participantes de todos os encontros.

Sobre Lélia Gonzalez: pensadora afrodiaspórica de gênero, classe e raça, mineira (1942/1994), Lélia foi professora de Cultura Brasileira na PUC/RJ, onde chefiou o departamento de Sociologia e Política. Sua militância em defesa dos direitos da mulher negra levou-a ao Conselho Nacional dos Direitos da Mulher (CNDM) no qual atuou de 1985 a 1989. Também foi uma das fundadoras do Movimento Negro Unificado (MNU), do Instituto de Pesquisas das Culturas Negras (IPCN) e, entre outros, do Coletivo de Mulheres Negras N’Zing.

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.