Na última sexta-feira, 29 de outubro, o NERA (Núcleo de Estudos Étnicos-Raciais), recebeu o selo municipal na categoria transversalidades

Myllene Jesus dos Santos*

Com o objetivo de reconhecer ações de inclusão e promoção de direitos humanos e diversidade no âmbito da iniciativa privada, órgãos públicos e entidades do terceiro setor, o NERA recebeu o “Selo de Direitos Humanos e Diversidade”, na quarta edição do evento da prefeitura de São Paulo.

Com fundação em maio de 2016, o NERA, teve como fundadoras Maria Lucia, Claudia Nonato e Edilaine Felix, é uma iniciativa que tem por objetivo elaborar uma pedagogia antirracista e antidiscriminatória no FMU-FIAMFAAM Centro Universitário a partir de estratégias educacionais orientadas pelo princípio de igualdade básica da pessoa humana como sujeito de direitos, bem como posicionar-se formalmente contra toda e qualquer forma de discriminação.

A premiação na categoria transversalidades refere-se às iniciativas voltadas a pelo menos dois dos públicos das demais onze categorias, sendo elas, Igualdade Racial, Infância e Adolescência, Juventude, LGBTI, Mulher, Pessoa com Deficiência, Pessoa Idosa, Pessoa em Situação de Rua, Pessoa Imigrante, Pessoa Privada de Liberdade e Egressa, Povos Indígenas e Transversalidade; o NERA então recebeu o selo por representar as categorias, Igualdade Racial, Mulher, Juventude, LGBTI e Povos Indígenas. “Direitos humanos mais do que uma expressão teórica, hoje ela deve ser vivida e aplicada, somente assim vamos conseguir fazer essa cidade um pouco melhor, mais justa, fraterna e igualitária.”, ressalta o Secretário Executivo da Justiça e Cidadania, Luiz Orsatti Filho, que esteve presente na cerimônia do dia 29, assim como, a Secretária Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Claudia Carletto, o Secretário Adjunto da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência, Vinícius Alves e o Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes.

O evento contou com a presença (remotamente) de pessoas que conhecem o trabalho que o NERA proporciona para FMU-FIAMFAAM, e em poucas palavras prestigiaram e parabenizaram a conquista do selo, como diretor do curso, Fernando Leme: “Parabéns professora Maria Lucia! Seu trabalho desenvolvido frente ao NERA (Núcleo de Estudos Étnico-Racial) do Centro Universitário FMU-FIAMFAAM é formidável!” e a coordenadora dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas, Nicole Morihama “Parabéns, Professora Maria Lucia e Professora Carla Tôzo pelo excelente trabalho do NERA!”.

Para o NERA existir com essa força até hoje, o apoio dos coordenadores do curso de Comunicação foi essencial. A conquista da noite foi para todos os que de alguma forma contribuíram para o NERA ser o que é, a luta que todas as categorias enfrentam para trazer inclusão e diversidade deixa o ambiente com uma afirmação, a luta pela igualdade deve continuar.

*Aluna do 4º semestre de Jornalismo.

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.