Mariana Martin Siqueira*

Na manhã da última terça-feira (23), os alunos do Centro Universitário FMU/ FIAM-FAAM, puderam participar de uma palestra que contou com a participação de Jéssica Sandin, ex-aluna de Relações Internacionais da FMU e atualmente diretora de RH da Nubank para contar um pouco mais sobre sua experiência profissional, os desafios do mercado de trabalho e dar algumas dicas que usou na construção de sua carreira.

O evento online, transmitido no Youtube, contou com a presença de diversos alunos da Universidade e foi ministrado pelo professor de Relações Internacionais, Thiago Mattioli, pela professora e coordenadora dos cursos de Relações Internacionais e Comércio Exterior, Stella Schrijnemaekers e pela coordenadora da área de carreiras da FMU, Regina Pires.

Jéssica, é uma mulher negra, nascida e crescida em São Paulo e que além de ser formada em Relações Internacionais, tem especialização em gestão de carreiras e lideranças. Possui doze anos de experiência em recursos humanos no mundo corporativo e já passou por empresas como MasterCard, Symantec, BASF e atualmente a Nubank.

 Logo de início, a convidada utilizou o espaço para contar um pouco da sua trajetória profissional e os desafios que precisou enfrentar para conquistar tudo o que tem hoje, desde situações de racismo até os diversos “não” que recebeu. Ela conta que os estágios que fez na época da faculdade foram de extrema importância para ingressar no mercado de trabalho e aumentar sua gama de conhecimento. Além disso, Jéssica explica que suas experiências internacionais como a que fez no México e na África do Sul, transformaram sua vida em aspectos tanto profissionais, como pessoais.

A analista internacional ou internacionalista, como são chamados os graduados em Relações Internacionais, comentou que hoje em dia no mercado corporativo é valorizado aquele trabalhador versátil, criativo e eficiente que consegue realizar as coisas somente com os recursos disponíveis. “ Não adianta ser uma pessoa super comunicativa, ter um inglês e ter um currículo muito bom, se a pessoa não entregar bons resultados”, diz.

Jéssica também deixou claro o quanto ela defende o papel dos profissionais de recursos humanos no combate aos marcadores sociais dentro do mercado corporativo para que eles não sejam impeditivos de encontrar e desenvolver talentos dentro das empresas.

A convidada utilizou os últimos minutos para dar algumas dicas para os estudantes no processo de criação de suas carreiras e ressaltou a importância de não ter medo de alcançar os objetivos. “Apesar das inseguranças individuais de cada pessoa, é preciso explorá-las para usá-las a nosso favor e criar ambientes e oportunidades que permitam explorar os riscos futuros”.

* Aluna do 4º semestre do curso de Jornalismo.

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.